CASES

FIRJAN - INOVAÇÃO SOCIAL

Programa de Formação Executiva em Inovação Social e Sustentabilidade: Mapeamento de inovações sociais e alinhamento com setores da indústria do Rio de Janeiro

O DESAFIO

O papel das empresas no âmbito da sustentabilidade evoluiu muito ao longo das últimas décadas. Se no passado bastava às empresas serem ‘transparentes’ e ‘responsáveis’, atualmente a solução para os problemas socioambientais demandam inovação em processos, produtos/serviços e, principalmente, em novos modelos de negócio. 

Soma-se a esta realidade movimentos recentes da sociedade em direção a uma nova economia, baseada em experiências em contrapartida ao ‘possuir’, em sistemas distribuídos ao invés de estruturas centralizadas, que enfatiza indivíduos e relações em oposição a sistemas e estruturas. A colaboração torna-se fundamental neste novo ambiente de negócio transparente e conectado.  

Foi nesse contexto que Gestão Origami apoiou a FIRJAN no projeto “Inovação Social: novos caminhos para estratégias de negócios”, uma ação estratégica do Programa Indústria Criativa. O objetivo foi mapear negócios e inovações sociais que possuíssem interface com a indústria criativa e clássica para identificar oportunidades de atuação conjunta.

A RESPOSTA

Após a identificação dos temas críticos de sustentabilidade na cadeia de valor dos setores de móveis, construção civil, plástico e metais, cosméticos, panificação, gráfico, moda, arquitetura, áudio visual, software, design e novas mídias, foram mapeadas cerca de 120 inovações sociais/negócios de impacto brasileiros que possuíam interface com os problemas socioambientais identificados e sinergias com  empresas de médio e pequeno porte participantes do projeto.

Para mobilizar e engajar cerca de 60 empresários, analistas setoriais da Firjan e representantes de sindicatos patronais, executamos o Programa de Formação Executiva em Inovação Social e Sustentabilidade estruturado em quatro workshops com duração de 4 horas cada.

OS RESULTADOS

Após a discussão sobre os temas críticos de sustentabilidade nas cadeias de valor dos setores selecionados realizada no primeiro workshop, no segundo os participantes foram apresentados às 31 inovações sociais priorizadas pela equipe do projeto e consideradas com maior potencial de integração e maiores ganhos socioambientais associados.

O terceiro workshop discutiu assuntos relacionados a fontes de apoio financeiro e fomento às inovações sociais selecionadas, bem como questões relacionadas ao investimento de impacto e finanças sociais. O último workshop foi direcionado à apresentação das 12 inovações sociais selecionadas – previamente visitadas pela equipe do projeto – aos participantes do programa, momento em que se criou um ambiente de interação entre representantes das empresas e os empreendedores sociais.

Ao final do processo dois negócios de impacto foram selecionados em conjunto pelos participantes e equipe Firjan para aprofundamento das conversas: